2008-08-05

Mudança encaminhada

Efectivamente já efectuei a mudança. O blog já está pelo www.miguelalho.com, e é lá que colocarei os novos posts. Este irá existir na mesma, por enquanto, para suportar os links já existentes.

Quem acompanha por rss, o novo endereço do feed é: http://miguelalho.com/?feed=rss2 . Ainda não resolvi a questão dos múltiplos feeds...

2008-07-31

Post Numero 500!

Lol.. hoje andava a ver o painel do blogger, e descobri que este mesmo post é o numero 500! 4 anos de blog, 500 posts, 50k visitas.. nada mau! :D

De qualquer forma vou efectuar algumas alterações. Quero ter o conteúdo deste blog associado directamente ao meu site, como www.miguelalho.com como endereço base (ignorem o template... é um "giro" que encontrei. Vou passar a usar o Wordpress, porque gosto bastante e já sei mexer naquilo razoavelmente e há uma infinidade de plugins com que trabalhar.

O difícil penso que será integrar tudo. Quando refiro "tudo" é porque por lá já criei, desde ontem, um novo blog dedicado a informática - essencialmente programação e tudo aquilo que vou encontrando. Aliás, essa é a área onde desenvolvo mais trabalho e quero dedicar algum tempo e esforço a construir algo interessante nesse âmbito.

Sei que e´possível importar tudo daqui para lá, mas quero ter a certeza que a separação é clara, pois certamente muitos interessados em foto não terão interesse em questões de programação e vise versa, se bem que há quem, como eu, tenha interesse em ambas as vertentes. Além do mais, pretendo incluir aquilo que será toda a info acerca da minha actividade e trabalho. Gosto do Wordpress, com abstracção tenho a certeza que consigo por aquilo a funcionar como site, e fica tudo resolvido e centralizado, para me facilitar a vida! Possivelmente com a mudança, até faço uma limpeza a alguns dos conteúdos, e remover aquilo que não interessa ou nunca interessou...

Quando a mudança estiver completa, eu aviso! E obrigado a todos por visitar este blog e fazer o contador subir :D Espero duplicar o número!

2008-07-15

2008-07-11

Rage Against the Machine @ Alive

GRANDE CONCERTO!!! GRANDE SHOW!!! Rage Against the Machine em concerto, uma noite insequecível! A noite esteve em grande, o a festa imparável! The Hives abriram bem, com um concerto que mem deixou já fragil. Deposi com Rage a dar com a força toda ao fim de 3 músicas já estava completamente esgotado. O moche empurrou-me para trás uns bons 20 ou 30 metros do sítio onde eu estava (mesmo no meio de tudo). A energia estava brutal. Toda a gente a saltar, era impossivel não mexer! Inesquecível! Vejam só a abertura, via o primeiro clip q apareceu no tubas do concerto! Obrigado a quem postou-o!

2008-07-09

H3DII-50 - médio formato novo de 50Mpx!

A Hasselblad acaba de anunciar uma nova versão da H3DII agora com um sensor novo Kodak  de 50Mp. O sensor é de 34mmx48mm o que é o dobro do tamanho dos sensores nas DSLR actuais, e gera ficheiros de 300Mb (haja cartões / discos!).

A ver em http://www.hasselbladusa.com/promotions/50-promotion.aspx

Para os menos afortunados (de sorte e de carteira) uma óptima opção é a próxima full-frame da Nikon, a D700 (equivalente à 5D da Canon em termos de gama) e um género de D3 mais leve.

A ver em http://www.dpreview.com/previews/nikond700/

2008-07-07

Porque os criativos crescem melhor no sudoeste...



E porque é já quinta feira o conerto da melhor banda ao vivo do mundo, para quem estiver interessado em em ir, ainda se orienta um ou outro lugar no autocarro.. é só dizer!

2008-06-28

Governo Sombra @ Murtosa

Hoje à noite, na Secundária da Murtosa, há concerto de Governo Sombra, inserido na festa/baile de fim de ano. O concerto está aberto para o publico e o bilhete é de 2€. Vai ser bomba! :D

2008-06-25

Como lixar as fotos dos outros, de uma maneira gira

 

Publicado no Strobist estava este vídeo com uma amostra genial de como tramar as fotos dos turistas (não que isso seja coisa boa de se fazer, mas é giro). Julius von Bismark, um artista alemão, converteu uma máquina fotográfica em projector - em vez de captar luz pela objectiva, ele transmite luz pela objectiva, de dentro para fora. A fonte de luz é um flash, e é activado por uma célula que o dispara quando é detectado o flash de outra camera (a do turista...). Sobre o flash, esta a imagem que é pretendido transmitir e q é focada pela lente.

A partir daí é só esperar!... :D

2008-06-23

Fundo para Chroma Key


Building a Chroma Key Background from Miguel Alho on Vimeo.

Este clip apresenta um fundo de chroma key que construí há cerca de um mes atrás para poder realizar algumas experiências com a técnica, essencialmente em vídeo. De qualquer forma, o processo de construção serve para qualquer fundo em tecido que se pretende custumizado, como por exemplo um fundo mesclado feito à mão, ou pintado com formas especificas ou cenário.

A construção inicia-se com a montagem da estrutura da tela. Eu usei ripas normais, que n recomendo de todo por não ser uma madeira plainada e que gravemente não é de todo direito. Mas é barato e pode resolver.

A seguir é aplicado uma camada de plástico negro que serve alguns propósitos. Primeiro, evita entradas de luz de trás que projectam a silhoeta a estrutura no fundo. Segundo, permite manter um trabalho limpo, evitando a queda de tinta no chão e maximiza a quantidade aplicada no tecido. Também evita que o tecido cole à estrutura.

Seguidamente é aplicado o lençol (que tb pode ser pano cru ou outro tecido). A fixação é com agrafos. Começa do centro em todos os lados, e o tecido é esticado e agrafado do centro para fora. É necessário ir esticando aos poucos do centro para fora, para garantir a inexistência de rugas.

Por fim, é pintado. Usei duas camadas de tinta plástica verde citron. A tinta levou um pouco de agua (a recomendada) e a aplicação foi directo sobre o tecido com o rolo. Bem puxado, para ficar o mais uniforme possível. O que sobrou serviu para aplicar uma segunda demão.

O fundo neste caso é de "chroma key", usado para recortar quem está em primeiro plano e aplicar um fundo ou cenário digitalmente. Qualquer cor pode ser usada - convém é ser brilhante e não ser uma cor que esteja no sujeito.

George Carlin falece aos 71 anos

Não tem nada a haver com fotografia, mas era um dos meus comediantes favoritos, há muito. Ficam uns clips para relembrar, ou dar a conhecer...

 

"Pro-life is anti-woman" - actuação excelente em torno do tema do aborto.

 

"Sanctity of Life"

 

"on Prisons"

2008-06-22

Go Skateboarding Day 2008

sebolinha-ollie450

Há dias que aparecem na melhor altura. O Go Skateboarding Day este ano veio mesmo a calhar... o melhor anti-stress que poderia haver!

A esta semana foi pesada, especialmente devido à produção de vídeo que preparava para a próxima semana. Infelizmente o Murphy é o gajo que é, e a lua cheia não ajudou. E todo o trabalho de pré-produção dos ultimos 2 ou 3 meses caiu por terra em 2 ou 3 dias. A practicamnete todas as adversidades que surgiram, fomos (a equipa de produção) orientando soluções. Até surgir o "golpe final" - ficamos sem o veiculo classico que pretendiamos e com que contavamos. E há detalhes que, não havendo, deitam por terra todo o trabalho. Tudo cancelado ou adiado por tempo indeterminado... Não é um bom feeling, sem dúvida.

Daí que, no dia a seguir, poder estar num skatepark a dar umas voltas com os amigos, num belo dia de sol, bom ambiente, sonoro a bombar e.. redbull dado (:D), a calma volta, as baterias recarregam-se e .. estou pronto para outra.

Em cima, o Sebolão com um ollie bem puxado.

2008-06-15

Uma Leica por +$200K, porque não?

Recentemente foi vendido uma versão protótipo da Leica M5 por "apenas" $216,019.00. Trata-se de um modelo que préviamente pretencia ao museu da fábrica de Leitz e que, segundo a descrição, é o unico exemplo completo conhecido com o Elmar 2.8/50 com obturador Compur. Uma bela compra, sem dúvida...

http://cgi.ebay.com/Leica-M5-automatic-prototype-with-compur-shutter_W0QQitemZ370058028443QQihZ024QQcategoryZ30030QQssPageNameZWDVWQQrdZ1QQcmdZViewItem

2008-06-13

Novos modelos do Innovatronix

Ontem troquei um email com um leitor de Santarem acerca de flashes da Profoto e a bateria da Innovatronix. Hoje fui ver a página da empresa das Filipinas e verifiquei que já há um modelo mais recente do produto.

Para quem não conhece, o Tronix Explorer é um abateria para flashes de estudio. Essencialmente é uma bateria grande de 12v com inversor que gera uma sinosoide pura e um transformador que eleva a tensão para 220V. A ideia é ter uma bateria, como é usado com flashes de estudio dedicados a ligação a packs, mas que permite ligar monoblocos, no terreno.

A Innovatronix agora tem um novo modelo - o explorer XT - melhorado. A fonte é de 24V (duas batterias) e permite até 350W continuos (mais do dobro dos 150W do modelo original), 1200W de pico e recomendado para até 2400Ws de flashes. Permite também 1000 disparos a 300Ws o que é optimo. A capacidade extra deve permitir a recarga dos flashes de uma forma mais rápida, também.

Eu estou contentissimo com o meu, e ficava certamente ainda mais contente com este... hehe. A nível de custo/eficiencia é certamente uma boa compra.

Outras novidades é que a tronix agora tem um saco/bolsa para transporte, quer para o novo modelo, quer para o antigo, e ainda ha versões para pcs portateis e impressoras.

Para os interessados: www.innovatronix.com

2008-06-07

Silenci TV

Pelo Youtube há uma colecção vasta de vídeos sobre fotógrafos. Basta inserir um nome na pesquisa e certamente que aparecerá uma lista grande de nomes; No meu caso anda a ver clips dedicados ao Terry Richardson. Na pesquisa, encontrei "Silenci TV", um programa de língua espanhola, sobre artistas e com alguns clips de fotógrafos, entre eles, Terry Richardson, David LaChappelle, Jurgen Teller, Rankin... A ver!

http://www.youtube.com/user/silencitv

 

David Lachappelle:

Terry Richarson:

 

Nick Knight:

2008-06-06

TinEye & Hello(again)

A primeira aplicação que vou referir é o TinEye, um motor de busca que pesquisa imagens usando imagens. Descubri pelo blog "Lighting mods" de Rui Leal. TinEye baseia-se a pesquisa numa imagem que carregamos, ou o endereço de uma imagem na web, analisa a imagem (entenda-se o seu conteúdo, a vários niveis) e procura nos seus indices pro imagens com as mesmas caracteristicas ou semelhantes! É uma verdadeira pesquisa por imagens.

É muito útil para ver origens de imagens, imagens identicas em grande parte, mas com algumas modificações, e até onde andam as nossas imagems. O motor ainda esta a indexar imagens e o acesso ainda esta restrito a convite. Mas vale a pena ver o vídeo!

www.tineye.com

Ante-ontem tive uma noticia triste - o Hello vai acabar. Para quem não conhece, o Hello e(ra) um serviço único para troca de imagens. É comparável ao messenger para imagens. Podiamos estar num chat com um amigo e ao mesmo tempo partilhar, na mesma janela, imagens e falar sobre as mesmas. E sabiamos exactamente o que cada um estava a ver no momento.

Infelizmente o serviço irá terminar dia 11 de Junho. É pena porque o programa era verdadeiramnete fantástico, especialmente para a troca de opiniões sobre imagens, algo que o messenger não é eficiente a fazer. Tentei o sacar há dias, mas nem isso é possível, já. No entanto, e felizmente, há um grupo a recriar o Hello (chamando-lhe Hello-again). Ainda não está disponível, mas os primeiros testes já permitiram fazer a ligação entre máquinas, e portanto um beta deve estar brevemente a caminho! E deverá haver Hello(again) para Mac e Linux ;)

Para acompanhar: www.helloagainapp.com

(obrigado Paulo, novamente, pela info...)

Sunday Night Styles

sebolao_450

Ontem à noite tive a oportunidade de estar mais uma vez à frente de uma peuqena produção fotográfica. O motivo era captar uma imagem para publicitar o programa de rádio "Sunday Night Styles" de Ricardo Cardoso na 98.1 SFM. O progama de autor basea-se num sonaridade "chill-out".

Esta imagem não é a que vai ser usada - foi apenas uma brincadeira no inicio da sessão, com o Sebolinha que seguiu com a equipa e participou na sessão "real". Tivemos que esperar um pouco, porque a zona de bar que utilizamos, no remodelado "Nó d'Água" na Torreira, ainda estava a ser limpo e preparado. O espaço é inaugurado hoje à noite e está muito "fresh", bastante diferente do que era, pra bem. Este tipo de brincadeira é sempre óptimo de esperar, não só para os modelos e participantes não desesperarem pela espera, mas porque também permite "aquecer" a mente e testar uns esquemas de luz e afins. Pure fun!

A imagem foi iluminado apenas com uma luz, uma cabeça Profoto 600 com uma grelha 10º, ligada ao Tronix. Ouçam o programa e aguardam a pub. ;)

2008-06-05

kit Bronica SQ-A possívelmente à venda

Até custa, mas tou a pensar vender o meu kit de médio formato da Brónica, se aparecer alguém interessado. Gosto imenso de a usar, mas efectivamente dou muito pouco uso à máquina.. ainda tenho de ponderar bem se vale a pena.

O kit tem:

  • Corpo SQ-A com visor de cintura
  • Punho
  • 3 backs 120*
  • 1 back Polaroid
  • Zenzanon-S 40mm f4 com filtro 81A de 95mm diâmetro (grande angular linda!)
  • Zenzanon-S 80mm f2.8
  • Zenzanon-S 105mm f3.5
  • Zenzanon-S 150mm f3.5
Todo o material é usado - fui coleccionando ao longo dos últimos anos, entre amigos e Ebays. Há poucos defeitos - o visor requer um jeito simples para trancar a lupa; um dos backs tem um autocolante de aviso para remover o darkslide, porque pode disparar sem o remover; outro back teve problemas de entrada de luz, mas consegui veda-lo razoavelmente; De resto funciona muito bem, e é efectivamente um sistema que me dava gosto usar.

Pretendo vender o conjunto por 900. Se alguém estiver interessado, contacte ;)

2008-06-03

A State of Solitude



De 7 de Junho a 5 de Julho, o meu colega Luís Leonardo, também conhecido como Elblura, terá à mostra no Hotel D.Luis de Coimbra uma exposição intitulado "A state of solitude". consegui apanha-lo pelo mensenger para umas perguntas rápidas:


As imagens que apresentas foram captadas ao longo do ultimo ano, ano e meio, por vários pontos do país? Tens andado à procura dos espaços?

Efectivamente foram captadas durante esse período de tempo que referiste. Quanto à procura dos espaços... A maioria das fotos foram tiradas durante alguns "foto-passeios" a lugares que me captam a atenção ou que julgo terem potencial. Identifico esses locais e programo uma sessão por lá, com calma e paciência.

Depois tinha também a ideia de explorar estes locais públicos mas de uma forma diferente... queria isola-los, do movimento diário a que assistem... (daí o titulo da exposição) e para isso tive mesmo que escolher as alturas ideais

Naturalmente, a maior parte do teu trabalho tem por base lugares, que muitos encaixam no conceito de não-lugares. Fascina-te este tema, ou há algo mais como a natureza gráfica dos lugares? O que te motiva para produzir estas imagens?

É realmente uma questão curiosa... Este conceito é dos que tenho gostado mais de desenvolver. Existe algo mais do uma percepção gráfica dos lugares, que existe e é o primeiro motivo de atenção, mas pretendo também descontextualizar esses locais do seu âmbito normal e tentando captar, um "ambiente paralelo" com que me identifico quando estou a fotografar. Não sei se me faço entender...

Em certa medida tentas criar um sentimento a partir desse ambiente, na imagem?

Exactamente... as fotografias acabam por transmitir o que sinto naquele dado momento ao estar naquele local...

Esta exposição, serve de ponto de partida, de balanço ou de chegada no teu percurso? Vais continuar a série, ou já tens planeada novas?

É um ponto de partida. Esta série foi elaborada a partir de um conceito concreto e vejo esta exposição como uma espécie de primeiro capitulo... É uma série em desenvolvimento até porque já tenho locais identificados para poder continua-la.

Vou continuar a explorar este conceito, em paralelo com outras ideias que tenho preparado também... Não me quero cingir a um só.


Não se esquecem de visitar www.elblura.com para verem o trabalho do Luís.

2008-05-23

A Holga Actualizada

Ontem em conversa com o Sérgio Azenha, ele apresentou-me uma série de novos modelos da Holga e entretanto descubri mais alguns. Para quem não conhece, a Holga é das câmeras fotográficas mais fabulosas que podem existir. Tecnicamente são caixas plásticas muito mal construídos, mas isso faz deles excelentes cameras inseridos no movimento de lomografia / toy cameras. Os defeitos de fabrico são verdadeiramente as suas virtudes. Imagens desfocadas, entradas de luz, forte vinhetagem...

Eu tenho uma Holga há mais de 3 anos. É uma camera de Médio Formato, e habitualmente uso-o para fotografar no formato quadrado, mas já inseri rolos de 35mm nela, o que permite preencher toda a área da película.

Actualmente existem os mais diversos modelos disponíveis - com lente de plástico ou vidro, com flash colorido, sem flash... Mas há mais e novos acessórios. Os mais recentes que descobri:

  • Holga com sapata para flash - Esta é talvez a versão que mais interesse despertou - ter a sapata para o flash significa que é possivel acopular um flash na sapata (mais rapido que o tipico interno que demora uma eternidade a carregar), ou um transmissor para um conjunto de flashes. Imagina as possibilidades criativas associadas!
  • Holga dourada - Eu pintei uma parte da minha branca, mas esta é mesmo o topo do "bling! bling!". Também em vermelho!
  • Stereo Holga - uma Holga em estéreo! Quem imaginou esta é génio, certamente!
  • Máscara de 35mm - As Holgas geralmente vem com duas mascaras - uma para o formato 6x6 e outra para o 6x4.5 (vertical), de modo a marcar correctamente a moldura da imagem na película. Agora, há uma máscara para 35mm!. Eu prefiro preencher as margens, mas para quem não gosta, eis a solução.
  • Holga panorâmica - se a vinhetagem a 6x6 já é fortissimo, imagina com uma versão panorâmica. Se bem que é estenográfico (pinhole), deve resultar...
  • Holga SWL  - com visor de nivel de cintura ... mais uma bem pensada, mas que deve ser difícil de usar de dia...

E a generalidade deles são tão baratos, especialmente pelo Ebay, que não dá para enganar!

2008-05-20

VerteX - novo modelador para flashes portateis

A Presslite desenvolveu um novo modelador para flashes portáteis interessante. Trata-se de um novo sistema de direcionamento de luz, um pouco ao estilo do cartão reflector colado no topo do flash. Como vantagem tem o uso de dois espelhos que podem ser redireccionados da forma como quisermos, permitindo dividir e redirecionar a luz em várias (duas) direcções. O sistema implementa um método de rotação dos espelhos que dá uma quase total liberdade no direcionamento.

No site da Presslite, há um pequeno simulador de forma de luz. Ainda não há é imagens dos resultados, mas será muito interessante ver isso

http://www.presslite.com/

http://www.presslite.com/gallery.php

fonte: Paulo Carrasco / Fotosensivel

2008-05-19

'The Photoshop Anthology' PDF

O SitePoint oferece por tempo limitado uma versão integral do seu livro "'The Photoshop Anthology' para download. Para tal, basta subscrever à newsletter.

http://www.sitepoint.com/popup/library/pop-photoshop-FREE.php

Perigos de stock - caso concreto

A utilização de imagens de bancos de imagens podem ser muito úteis para ilustrar conceitos. Mas quando são utilizados para fins publicitários, há um perigo evidente - se a imagem é livre de exclusividade, há o perigo que outra entidade utilizar a mesma imagem e para o mesmo fim.

Um caso concreto que o John Harrington apresenta no seu blog no post Assignment vs. Stock - Is Stock Risky? é o das marcas informáticas ASUS e MSI, usadas para publicitar os seus portáteis. O giro de isto tudo é q ambas as imagens tem um MAC, mas as marcar fizeram um esforço para disfarçar alterando a posição das portas e dos logos. Não optaram por contratar uma produção própria, e acabaram por usar imagens da mesma sessão para publicitar os seus produtos.

2008-05-13

Por LX

Vou estar por Lisboa nos próximos dias (até quinta). Qualquer coisa, apita. Gera do FS, mini-mini-encontro, amanha? :D

2008-05-09

Os Orfãos do Copyright

Vem aí uma desgraça para muitos fotógrafos. E uma perda de direitos terrível semi-camuflado. Nos estados unidos, os legisladores estão a preparar uma nova lei a respeito de imagens orphãos - imagens e conteúdos cujos os criadores estão desaparecidos. Em linhas gerais, Se uma entidade encontrar uma imagem (por exemplo na web) e após pesquisa legitima, não conseguir encontrar e contactar o dono, a imagem passa a ser considerada orphão, e pode ser usado pela entidade que pretende utilizar a imagem. Se o dono aparecer posteriormente e reclamar os seus direitos, terá um direito a indeminização considerada "justa" pela entidade que utilizou a imagem. Há algumas restrições nos usos, que visam proteger principalmente os fotógrafos ligados à industria dos casamentos e afins (por exemplo no uso da imagem em artigos úteis, como camisolas, pratos, etc...).

Inicialmente a lei foi pensada para auxiliar o trabalho de museus e bibliotecas, e para esse efeito parece-me correcto. O trabalho de reprodução para conservação, especialmente de trabalhos em estado de degradação, é muitas vezes barrado por se desconhecer o autor ou a localização do mesmo e que com o trabalho de duplicação, poderia haver infrigimento de direitos de autor. Para uso não comercial parece bastante legitimo e correcto, especialmente se estivesse contido nestes grupos - museus e bibliotecas.

Infelizmente as restrições não estão bem definidas - não limita o uso à idade das imagens portanto qualquer imagem criada ontem serve, não restringe o uso a uso não-comercial, nem restringe a utilização a museus e bibliotecas. Portanto aquelas imagens do Flickr, qualquer dia estarão a ser usadas numa publicidade a um produto qualquer, sem que o fotografo ou illustrador tenha recebido um pagamento aceitável pelo trabalho dele... incrível né?

Já vários fotógrafos se pronunciaram, especialmente ligados aos movimentos associativos americanos, e há extensos artigos pela web que justificam leitura. alguns são:

Uma citação do post do John Harrington:

Joe Keeley, previously the lead House Copyright Committee staff
member , has recently registered www.orphanworks.net (check that here) . Obviously, a little lightbulb went off in his head, when he noted when he received the APA letter, where, on March 15, 2006, APA cautions:

“ Within two weeks of the issuance of the Copyright Office Report on Orphan Works, nearly all of the domain names associated with orphan works were registered by commercial interests, in preparation for the profit-taking that will result if the legislation is passed without significant revision. Among them: orphanart.com, artorphanage.com, orphanedphotos.com, findorphanworks.com, and dozens of others.”

"...nearly all..." must have been an attractive concept. What was missed, was www.orphanworks.net, which Mr. Keeley, at some point after receiving that letter, registered. One must presume the best, and that it was done following his departure from his official duties, but, well, if nothing else, it appears to me to be bad form, at best.

Fiquem atentos....

2008-05-08

Guillermo Vega

Há publicidades geniais. O Guillermo Vega é um dos que produz os tais.

http://guillermovega.com/

Fotografar Casamentos... (parte 2)

Continuando do post anterior segue a segunda parte com mais algumas lições aprendidas no casamento de sábado:

Tem sempre um cartão com espaço suficiente (ou vazio!)

Uma asneira em que caí foi no momento do corte do bolo, ter tido o cartão já usado na máquina, em vez de uma fresca. Na abertura do champange, o cartão ficou cheio, e tive que o trocar à pressa (felizmente tinha-o à mão), mas mesmo assim perdi o momento do virar da champange para os copos (importante, teoricamente, em termos de toda a formalidade que uma boda de casamento tem). Portanto fiquei com a garrafa a abrir e os copos cheios...

Composição "in camera"?

Algo a ter sempre em atenção é que as imagens poderão (ou irão mesmo) para um álbum, que hoje em dia é geralmente produzido digitalmente. E como tal, as imagens não serão impressas uma a uma, mas numa composição que não segue naturalmente o formato de imagem. Como tal é necessário manter na mente que poderá haver necessidade de produzir crops e convém por isso manter algum espaço à volta das imagens. Eu esqueci-me um pouco disso e fiz os enquadramentos que desejava, com um corte mais forte.

Na igreja, apróxima-te

Para a igreja, melhor que uma tela será certamente a zoom normal. Na igreja, no momento do casamento / troca de alianças, é muito importante aproximar para captar melhor a acção da troca de aliança. De longe, a imagem é demasiado frontal e as mãos dos noivos tapam o detalhe da aliança.

Convidados em ambiente não obstrusivo

Uma das partes que mais me irritou foi a sessão com os convidados. Para já, as imagens são sempre a mesma foleirada a que dificilmente se foge - grupo posado em pé com os noivos. É sempre o mesma coisa - chamar o seguinte, pose, dispara um ou dois (para garantir uns olhos abertos entre outros detalhes) e "próximo!". Para dificultar mais, o raio do restaurante não tinha um jardim fantástico nem um ponto bonito para realmente efectuar as fotos. Tive que me ficar pelo arboredo assim-assim.

Claro, para piorar as coisas, o pessoal do restaurante lembrou-se que tinham de por uma mesa de buffet MESMO à minha frente, num espaço que já era difícil de trabalhar. E com a mesa vem as pessoas e o caos. E aquele era practicamente o único sítio onde o arboredo conseguia criar um fundo completo, sem ver as casas do outro lado da rua... Bem, um jeito para o lado até resolveu.

Pelos vistos a composição vertical é o mais comum para este conjunto de imagens, especialmente quando são 4ou 6 pessoas na imagem. Eu preferi as horizontais na maioria (preenchia melhor na minha opinião), mas o ângulo lateral também consegue por vezes captar aquilo que não se quer, que é pessoal na mesa lá ao fundo.... Fear not the spacey verticals!

Trabalho de equipa não obstrusivo

Trabalho de equipa é importante, mas mais importante é que ninguém impeça o trabalho dos restantes. Éramos uma equipa de três - um videógrafo (o mais experiente do grupo e que comandava as operações) e dois fotografos. O meu papel era como fotografo principal, e o terceiro elemento estaria dedicado apenas a captar imagens dos convidados para impressão. Problema - não ficou apenas com essa tarefa, mas esteve também a captar imagens em todas as sessões. Resultado - uma confusão de olhares da parte dos noivos (sempre a olhar para um e depois outro...).

Mais, um dos problemas frequentes que tive foi, com o trabalho de tele, ter o videógrafo á minha frente, constantemente. Nada bom, especialmente quando estás com uma tele. E quando sai de frente é porque deixou de filmar e os noivos retiraram-se da pose...

Evita a sessão nocturna com os noivos e não sejas herói

_MG_0741_450

Lol, esta foi complicada. Por via de alguns atrásos pós missa, a chegada ao restaurante foi algo demorado, e a dona do restaurante já tava muito mal humorada, especialmente quando indicamos que queríamos ainda levar os noivos a fazer a sessão juntos antes de começar a boda.Não foi possivel e não conseguimos adiar para outra data - portanto foi pós boda - fim de tarde / inicio da noite. Problema evidente - luz. Problema menos evidente - o vinho da boda.

O spot que escolhemos era muito giro - a quinta do noivo, mas tinha naturalmente o problema da iluminação. Tentei evitar as flashadas directas e nocturnas que são sabia o quão mau iam ser, e meti o flash com célula num tripé, tentando criar um gênero de borboleta e utilizaria o flash na máquina para preencher. Problema - acertar exposições não é fácil, guiando apenas pelo LCD e tendo que correr para trás e para a frente. Resultado - quando conseguia acertar a exposição, perdia a pose... e sem a luz, já de noite.. ouch. Grande herói, hein?

Conclusão

Naturalmente a maioria das conclusões tiradas poderão ser consideradas discutíveis. Mas espero que alguém que esteja para arrancar neste tipo de imagem possa aceitar esta análise e preparar-se melhor para a sessão...

2008-05-05

Fotografar casamentos... (parte 1)

O sábado foi o meu primeiro casamento - uma experiência que nunca tive, nem tinha grande vontade de ter, mas que tendo surgido, aceitei. Verdade seja dita, não é um tipo de fotografia que se insere num estilo que gosto. Gosto de produzir imagens, de compor tudo ao meu gosto, e não tanto trabalhar com o momento ou com o que há. Prefiro criar mais que reagir.

Mas como em tudo, há muitas lições a tirar. E como servem de dicas para mim, pode ser que sirvam para alguém mais:

JPEGS

Considero que os JPEGs são o formato ideal neste tipo de evento. É discutível, eu sei, mas o RAW é overkill. Durante o casamento fiz cerca de 7Gb de fotos, em jpeg, numa 5D de 12Mp - imagina se tivesse usado RAWS! Andei com uma serie de cartões de 1GB e 2GB, sendo que usei de 1GB em casa de cada um do casal. Deu para encher ou quase. Com RAWS, teria um terço do espaço a uso, e tendo em conta o tempo disponível (1 hora, aproximadamente em cada casa e directos para a missa) nunca teria tempo para descarregar as imagens e livrar o cartão (não tenho um disco com leitor de cartões).

Apesar de tudo, há um momento pelo menos em que disparar RAWs poderá fazer sentido - a sessão com os noivos já casados. No meu caso teria dado jeito porque a sessão foi já no final do dia (após a cerimónia) pelo que o escurecimento obrigou a usar flash(es) e a rapidez com que decorreu a sessão não deu para fixar completamente as exposições pelo que exigia pós produção. O RAW para essa pós produção é ideal, naturalmente.

De qualquer forma o JPEG é suficientemente permissivo, na edição. Não é perfeito e há perdas, mas enfim...

(AUTO) WHITE BALANCE

Ao longo do dia, a grande maioria das imagens são feitas em interiores - a casa do noivo e da noiva, a igreja, a boda... Interiores que não são estúdios significa condições de luz complexas. Muitas fontes de luz de temperatura de cor diferente, paredes coloridas que provocam colorização, uso de lâmpadas "economizadoras" que não são bem bem daylight... enfim.. um caos de cores de luz.

Nestas situações há duas formas de seguir - o primeiro é usar uma leitura manual de luz. fotografar algo branco (cartões, papel, etc) e usar a imagem como referência de branco. E funciona relativamente bem, mas exige alterações sempre que a luz mudar (e estamos com JPEGS e não RAWs).

A outra hipotese é usar o auto white balance e deixar que a máquina resolva o problema dos brancos, corrigindo a cor para o tom mais predominante. Assim, quando as condições variam um pouco, a máquina fica responsável para ajustar o branco, e , verdade seja dita, as máquinas já andam bastante avançadas a esse nível e corrigem bastante bem.

Eu, no entanto durante a grande parte da fase inicial do casamento tinha os brancos calibrados para flash, que não usei muito (mas que serve bem para daylight. E com paredes beiges e e janelas abertas e luzes acessas, deu um misto de tons que vão dar um pouco de trabalho a ajustar. Imagino como era com película....

Escolha de lentes

Usei durante a sessão uma 17-35, f2.8; 50mm f1.4; e uma 70-200 f2.8 IS. A máquina é full frame. Uma 28-70 f2.8 teria sido mais que óptimo e poucas vezes saíria da máquina certamente. Mas há situações bastante complicadas, e se a máquina tiver factor crop, deve então complicar mesmo muito! O médio formato nestas situações deveriam ser extremamente vantajosas, permitindo captar um corpo inteiro numa sala pequena mais facilmente, sem ter de recorrer às grandes angulares.

Acabei por usar principalmente a grande angular e a tele. A grande angular nos 17mm e full frame, são muito giros, dando o toque jornalístico comum a alguns fotógrafos. Criam algum dinamismo e tensão por si só. E também geram um certo efeito de encaminhamento do olhar para o centro também bastante funcional. Tentei usar nalgumas situações para dar um toque diferente. Não sei se a escolha foi a melhor (talvez não) mas na altura pareceu-me bem (ou então o único caminho a seguir devido ao pouco espaço existente).

-------------------------

Por hoje é tudo.. mas eu continuarei com a parte dois amanhã ou além.

2008-05-01

WOW! A mooncruise* NEW magazine

Verdade, a mooncruise está de volta! saiu nova edição com novo look. Para quem não conhece, a mooncruise era na minha opinião a melhor revista online de fotografia. A presentava séries muito boas, muito emotivas. Depois, durante algum tempo, morreu. Mas está de volta, e ainda bem. Também há uma nova revista do genero associada - a AfashionMagazine.


www.mooncruise.com

Alguém interessado numa D70?

Estou a vender a minha DSLR Nikon D70, caso estejas interessado. Ou troco-o por um corpo Canon equivalente (tipo 20D).

A razão? Nem é por uma questão de upgrade, mas mais pela compatibilidade. Partilho muito material fotográfico com um amigo - o Victor Martins. Há objectivos comuns nos trabalhos que vamos fazendo, e portanto quando um necessita de material do outro, a troca é feita naturalmente. Geralmente é o material de estúdio, mas esta semana calhou ser cameras e lentes. E aí surge o problema da compatibilidade - eu uso Nikon, ele usa Canon. Naturalmente não é possivel usar as lentes nos diferentes corpos. Se fosse possivel, não seria necessário efectuar troca de corpos de máquina, mas apenas de lentes; aliás até permitia haver corpos extras para backup.

Porque ele tem, a nivel de camera e lentes a vantagem, tou a ver se consigo trocar de sistema. Nem é muito complicado - da Nikon apenas tenho o corpo da máquina, a18-70 de kit, a 10.5mm fisheye, e uma Sigma 15mm fisheye, que até consigo trocar por uma fisheye da Canon (um certo fotojornalista para quem fiz uma página e q recentemente mudou para o sistema Nikon... :P ). MEsmo os flashes - Metz 54MZ-4 - não requerem troca completa; basta trocar a sapata compatível com a Canon.

Portanto, se estiveres interessado por exemplo para ter um corpo de backup da Nikon (a D70 continua a ser uma excelente máquina), ou um kit para começar sem fazer o investimento completo que as novas máquinas exigem, vendo o corpo da câmera por 300€, e com a 18-70 fica em 550€;  Em alternativa, posso trocar por um sistema equivalente da Canon - tipo uma 20D que é da mesma geração ou 30D ou algo assim. Inclui 2 baterias extras, cabos, caixas e filtro UV para a objectiva. Como não faz sentido continuar com a 10.5mm, esta também estará à venda por 550€ (naturalmente após a venda do corpo). Havendo interessados num flash (ou flashes) posso também pensar no assunto.. Basta enviar um email - alho [at] miguelalho.com.

Para já, este fim de semana, vou aproveitar e experimentar a Canon 5D que encaixa muito bem nas mãos.... :P

2008-04-27

Jovens Criadores Aveiro 2008

Já estão abertas as inscrições para o concurso jovens criadores de Aveiro, que este ano parece ter o deadline mais cedo a 13 de Junho (dá-me essa sensação). A ficha de inscrição e o regulamento estão disponíveis em:

http://www.cm-aveiro.pt/www/Templates/GenericDetails.aspx?id_object=30031

Revista NContrast

Uma nova revista online e em papel, portuguesa, dedicado ás artes e à cultural visual. Podes descarregar o pdf a partir do site: http://www.ncontrastcp.com/

Links

RSS é algo de maravilhoso. É algo que tenho usado diariamente há anos para manter-me a par das novidades da web. O problema é que há demasiados sites para ver, e demasiados sites implica demasiados feeds para acompanhar. Para ler os feeds, uso habitualmente o Great News. Actualmente a lista conta com 160+ feeds mas já ultrapassou os 200. Fazer a limpeza é complicado, mas com tempo alguns padrões de utilização surgem e alguns feeds ficam constantemente para trás na leitura diária. Mas cada vez que surge algo novo e que desperte o interesse, lá entra mais um feed.

Os meus feeds tem o mais variado conteúdo - desde de alguns tópicos de torrents, sites relacionados com fotografia, design, programação, blogs locais e mesmo a música e o skate. Alguns são seguidos religiosamente, como o Fotosensivel, o Dilbert, What the Duck, Freelance Switch, e o Smashing Magazine, por exemplo. Outros apenas justificam a leitura dos tópicos na procura de algo que desperte a atenção. Muitos são pouco actualizados e portanto por vezes esquecidos. Mas volta e meia ha um tempinho para correr os muitos que existem e que só são vistos de vez em quando. Algumas coisas encontradas:

Behance Network

O Behance é uma rede de sites dedicado à criatividade. Tem um conjunto de sites com a mesma base, mas de conteúdos diferentes - o Behance Magazine com artigos e comentário sobre trabalhos criativos, Behance outfitter com ferramentas para a acção, o método e a filosofia. O Behance Network, em particular, é um apanhado de portfólios de criativos na web, seja de trabalhos individuais, projectos, ou do trabalho geral dos artistas´dos mais diversos campos. Sem dúvida algo a ver frequentemente para manter a inspiração!

um exemplo: http://www.behance.net/Gallery/Portraids/87284 - página com  algumas imagens do Rinze Van Burg da série Portraids. Há perolas no site, não haja duvidas.

Eden.cc

O Eden.cc é a empresa mãe de uma série de sites dedicados a creativos, nomeadamente o Freelance Switch, o Fave Up, o PSD Tuts e o mais recent NET Tuts, que a par do PSD Tuts, apresenta tutorias sobre desenvolvimento web (o PSD Tuts mais na parte gráfica e o NET tuts mais para o código).Muito boa informação a acompanhar nesses sites!

Bitaites

O Bitaites é um blog com conteúdos dos mais variados temas, nomeadamente artes. Por lá, desta vez, encontrei o portfólio de um artista com umas peças muito interessantes - Mark Bryan.

O quadro em cima - "The Mad Tea Party" é um óptimo exemplo do trabalho do Mark - um trabalho marcado pela mensagem politica, presente em todo o trabalho. O portfólio é de visualização obrigatória.

2008-04-24

Editores de imagem e Linux

Creio que é um sentimento universal que para se trabalhar com imagem ou as multimédias no geral, é necessário ou o Windows ou o MAC OS como sistema operativo. Estamos todos habituados ao Windows, porque é o que nos dão de comer toda a vida e o MAC para as multimédias e não só esta muito bem conceituado, é especial pela performance e suporte a processos pesados. Alem do mais, a Adobe desenvolve os seus produtos directamente para esta plataforma, e todos conhecemos o impacto que a Adobe tem nisto (para bem).

Como tal, penso que se esqueceu das possibilidades do Linux. Para quem não conhece, Linux é um sistema operativo de código-aberto (open-source), vem em diversas distruibuições (são sabores como alguns referem), e É GRATUITO! É efectivamente um sistema bastante poderoso e estável. No entanto vem com um compromisso - a generalidade das ferramentas que gostamos de usar não estão completamente suportadas, principalmente porque as empresas que as produzem não as produzem com suporte para Linux.

No entanto, e porque há muito boa gente por aí, há sempre alguem ou grupos que se lembram de desenvolver aplicações que sirvam os seus interesses e de outros. Na área de imagem, isso não foge à regra. Já há diversos editores de imagem, editores de RAW, aplicações de gestão de imagem, e até já é possivel suportar algumas aplicações do Windows (como o Adobe Photoshop CS2)!

Tenho usado/seguido uma distribuição do Linux em especial - o Ubuntu. Para muitos é o mais directo substituto do Windows para quem quer efectuar a mudança. Tem muito bom suporte de hardware (que é um dos problemas normais do Linux - suportar os equipamentos mais recentes) e é extremamente facil de usar, requerendo menos uso da linha de commandos do que poderia sugerir. Amanha ou sábado deve saír a versão oficial do Ubuntou 8.04 (chamado de Hardy Heron). Adorava trocar o Windows, mas não o posso fazer completamente devido a alguns trabalhos que faço que são do Windows por eleição, nomeadamnete o trabalho com a framework .Net (já ha Mono, eu sei...). Mas posso ter sempre uma partição com o linux e "começar" a fazer a mudança :P

Editores de Imagem

  • GIMP - muitos de vós já devem conhecer o GIMP. É, diria, o editor de imagens de eleição do Linux. Muito completo, muito funcional, e faz a grande maioria das coisas que o Photoshop faz, e algumas coisas diferentes, sem ser uma copia chapada. Leva algum tempo a se habituar, mas existe e não custa nada. Também existe para o Windows e Mac e tem suporte para ficheiros .PSD. (nota: graças ao Mario Nogueira, tomei nota da falta de layers n destrutivas -os adjustment layers do PS e a falta de suporte para ja de imagens de 16bits)
  • Pixel image Editor - Editor de imagens mais próximo da interface do Photoshop, é desenvolvida pro uma pessoa - Pavel Kanzelsberger- há uns 8 anos, e infelizmnete não é gratuito (o custo suporta o desenvolvimento e é apenas 32 €). É mais uma opção, de baixo custo, com boa funcionalidade.
  • Krita - O Krita (indicado pelo Mário Nogueira) vem incluído no KOffice, mas aparenta ser lento...

Editores de RAW

  • Bible - Bible apresentação como uma ferramenta de workflow e conversão de RAW com suporte para a maioria dos formatos RAW das máquinas. Não é free. Muitas ferramentas de correcção e de adaptação ao workflow.
  • Rawstudio - Mais um editor de RAWs que aparenta ser menos completo que o Bible mas é gratuito e suporta a maioria das máquinas. Dedicado ao Linux.
  • RAW Therapee - Um editor de Raws interessante, muito parecido com o Lightrrom/Bridge a nivel de interface, mas sem as opções todas. Tem imensos controlos para ajustar as imagens RAW e gerir a cor. Existe tambem para o Windows e é free.

Para mais info ou comparações entre o software, esta pagina tem tabelas ja feitas: http://osp.wikidot.com/raw-linux-software-comparison

Para info sobre o uso da D70 no Linux : http://pages.quicksilver.net.nz/pepe/d70/Nikon_D70_on_Linux.html#help

Gestores de Imagens

Por alguma razão, ainda não encontrei soft de gestão de imagens (nem Linux nem Windows, que realmente me entusiasmasse.. não devo andar a ver bem :P

Concluíndo

Existem algumas alternativas válidas. Podem não ter o poder do Adobe Photoshop CS3 ou do Lightroom, mas secalhar para o uso que muitos dão ao software, alguns deste pacotes poderão ser mais que suficientes. E se o Photoshop for uma necessidade incontornável, há sempre o WINE, uma biblioteca que permite executar aplicações do Windows directamente no Linux. O PS CS2 jé é suportado completamente (ou quase)

A partir de amanhã (ou sábado) hoje o novo Ubuntu deve estar disponível. Para testar, basta sacar e gravar para um CD. Não necessita de ser instalado! Até dá para correr como se fosse uma aplicação do Windows! :D

2008-04-23

Bela colecção de revistas em PDF

A Smashing Magazine postou um apanhado de links para revistas em PDF dedicadas ás artes criativas.

Inspirational PDF Magazines

As primeiras 3, a Adobe Magazine, a Font Magazine e a Candy, pareceram-me particularmente interessantes. Checkam!

2008-04-15

RAGE, Hives e CSS @ Oeiras Alive!

A vinda do RATM a Portugal, é um género de EVENTO DO ANO para mim e para muitos certamente. Eu a esta não posso faltar.. e com The Hives e CSS na mesma noite.. UI! UI!

E porque ir para estas coisas sozinho não fazem sentido absolutamente nenhum, tou a organizar com o Dom Rubirosa uma especie de excurção ao festival - um autocarro cheio de gera (40) da Murtosa (e arredores, porque n?) ao festival e de volta.

Para já, os interessados podem efectuar a pré-inscrição no link: www.miguelalho.com/rage ; depois serão contactados. Naturalmente as reservas são garantidas apenas contra pagamento. O autocarro é 20€ (menos que um bilhete de ida de comboio), e podem tambem solicitar a compra do bilhete do festival ou encarregarem-se do mesmo.

Também vou deixar uma folha de inscrição nalguns pontos (Central, e afins - procurem o cartaz).

Vai ser em grande!!!

2008-04-11

Niepce não foi o primeiro?

Provavelmente não. Até agora, foi aceite que o Joeseph Niepce terá conseguido a primeira fotografia em 1826 (o da janela, com uma exposição de 8 horas). Mas segundo o historiador Larry J. Schaaf, é possivel que a imagem da folha, antes creditada ao Henry Talbot e datada de 1839 possa na realidade ter sido criada em 1805 (ou até mais cedo) por Thomas Wedgewood, e portanto ser a primeira.

A história resumida em:

http://crave.cnet.com/8301-1_105-9916110-1.html

e a história completa em :

http://stateoftheart.popphoto.com/blog/2008/04/sothebys-withdr.html

2008-04-05

30 anos de Bombeiros na Murtosa

livrobvm

Ontem decorreu no salão da Assosiação dos Bombeiros da Murtosa o primeiro de uma serie de actividades para celebrar o aniversário da instituição.

Ontem foi a apresentação do livro comemorativo, com os 30 anos de história da instituição, escrita pela Sara Vidal Maia e uma actuação do Grupo Musical Bunheirense. Acabei por dar uma ajudinha na finalização do livro ao nível da gestão de cor - pdfs com CMyks em vez de RGBs, etc, que normalmente não é evidente mas que as gráficas necessitam. Tenho alguns posts dedicados ao tema de gestão de cor, para quem estiver interessado..

www.bombeirosmurtosa.pt

Associado ainda ao aniversário, coloquei finalmente "online" (ou melhor, com um endereço final) o website novo dos Bombeiros da Murtosa. Um site que se apresenta dinamico em conteúdo, e com alguns itens que permitem conhecer melhor a instituição. Aos poucos será preenchido com mais conteúdo, nomeadamente alguns elementos do livro na secção de história, entre outras coisas. Espero que gostem.

2008-04-02

Dadores de medula!

ANDREIA

Este é essencialmente para a comunidade local:

Olá,
Como deves saber, a minha única prima directa - a Andreia - encontra-se internada nos Hospitais da Universidade de Coimbra com Leucemia. Nesta longa etapa todos os amigos e familia se uniram para ajudar a Andreia a superar esta doença e, para tal, vai ser lançada uma campanha de angariação de dadores de medula ossea, na esperança de encontrar um dador compatível.

A recolha será feita no dia 4 de MAIO (domingo), no CENTRO DE SAÚDE DA MURTOSA, entre as 9h e as 13h.


Entretanto, é necessário recolher os nomes e os contactos telefónicos de todos os interessados em ajudar a Andreia. Deste modo agradecia que me contactassem por mail (sara_vidal99@hotmail.com), por tlm (966823947) ou simplesmente aparecessem no dia.
Obrigada
Um Beijo
Sara Vidal Maia

Quem poder ajudar...

Gene Smirnov

Um portfolio muito interessante, dedicado a retrato e bandas, essencialmente.

http://www.genesmirnov.com/

2008-04-01

Amalgama de posts

Após uma longa paragem aqui no blog (chamemo-lhe férias não anunciadas), segue uma amalgama de itens que deveria ter sido blogaadas ao longo do mês e não foram:

Leaf AF

Parece q a Leaf está em grande! Tenho recebido emails da empresa - nova campanha de e-marketing, provavelmente. Mas é optimo ter acesso áquilo que é novo da empresa.

E aparentemente a Leaf já não produz apenas backs digitais, mas agora inclui uma linha de máquinas de Medio format AF! Já tinha boa ideia dos backs, com a gama dinamica extra que apresentavam. Agora um sistema completo.. parece-me uma mais valia, sem duvida.

Naturalmente não deve ser nada barato, mas vale sempre a pena "sonhar"...

http://www.leaf-photography.com

Ceelite

A Ceelite apresenta algo novo - paineis de luz flexiveis. O produto parece-me bem interessante, e se à flexibilidade do painel estiver associado potência luminosa, então é possivel que estes paineis permitam novas abordagens quer em fotografia, quer em vídeo, com luzes em formatos menos regulares, recortados, etc. Pelo menos no mercado da publicidade, já esta a ser utilizado.

http://www.ceelite.com

FineArt.TV

O FineArtTV apresenta-se como uma colecção de vídeos / Tv Ojnline dedicado ás artes, com montes de programas sobre os artistas e os trabalhos realizados. Tem de tudo, desde o retrato aos trabalhos comerciais. São sete os programas semanais produzidos.

Merece ser visto: http://www.finearttv.tv/

Esquemas de Luz

O site da fotopunto tem um artigo giro com uma serie de imagens e esquemas de luz - para quem gosta de iluminar :

http://usa.fotopunto.com/articulo-explained-lighting-schemes_60

Para já ficam estes.... :P

2008-03-03

Em Cabo Verde

Bem, começou a semana por aqui com muito sol e muito calor, o que não é nada mau! Infelizmente também começou com uma "pequena" má noticia - o endereço do dominio expirou, e o povo do hosting não avisou nem actualizou... péssimo :S

Mas enfim, logo que seja possivel irei tentar resolver a situação. Para já a minha página pessoal fica inacessivel e algumas imagens por aqui são capazes de não funcionar correctamente. Em caso de emergência, "maila-me" a alho@ieeta.pt ;).

2008-03-01

Toque murtoseiro no Fantasporto!

"É verdade!". Lol, não só serve de intro ao post como também é o titulo da produção que aparecerá amanha no "Fantas". Trata-se do vídeoclip da música "É verdade", dos Terrakota. A produção esteve a cargo da Droid I.D. e contou com o trabalho do murtoseiro Miguel Santos na pós produção. O clip deve rodar por volta das 21H no pequeno auditório. Quem por lá estiver, não perca!

2008-02-29

Cabo Verde, viagem # 2

Domingo vou seguir para Cabo Verde para uma semana de trabalho (mais uma desculpa para os tão poucos posts...). Anyway, ainda tenho as malas por fazer, e naturalmente surge a decisão de que maquinas levar. Tou quase inclinado a levar apenas a Holga.

Da ultima vez que lá foi levei a digi e foi OK. mas verdade seja dita, levei coisas amais. Desta vez vou só estar 5 dias, segunda a sábado, e para trabalhar. Quanto muito irei passear à hora do almoço por Praia, como era habitual, e que naturalmente tem uma luz horrível. Pensei que a Yashica podia ser óptimo, mas a falta de fotómetro, ou a necessidade de andar com um externo retira a vontade. A ideia da toy camera até parece-me mais divertida. Também tenho um rolo na Action Sampler para acabar há tanto tempo, e penso q n esta a disparar correctamente. Um pack ou dois de Polaroid 600 (quase quase me extinção) também era ideia!

Decisions, decisions...

GPS baratinho e DIY para a Nikon D200

A D200 já não é nova, mas quem tiver interesse de montar um esquema de marcação de coordenadas nas imagens com esta máquina deve checkar este link que o ovarense Carlos Santos me enviou : "Nikon D200 GPS Version 2".

2008-02-20

Obvious

Eis um blog muito bem produzido, com uma grande variedade de temáticas, nomeadamente a fotografia. Chama-se "Obvious", é em português, e existe há já muito ano (apesar de só agora o ter encontrado). É naturalmente uma a adicionar ao RSS reader.

Obvious: http://blog.uncovering.org/
Obvious - fotografia: http://blog.uncovering.org/archives/fotografia/

2008-02-18

Proibido usar tripés em Lisboa!!!

Até fiquei parvo quando li o link que o Miguel Duarte me enviou, do Portugal Diario:

Fiscais e polícias municipais identificaram, com vista à aplicação de coimas, um utilizador de câmara de filmar com tripé que não possui licença de ocupação da via pública. Jornalistas da SIC e da RTP foram visados, noticia o jornal Expresso.

Dois repórteres da RTP foram abordados, na quinta-feira de manhã, por um fiscal municipal, que lhes perguntou se tinham licença de ocupação da via pública, pois estavam a utilizar uma câmara com tripé. O microfone tinha o símbolo da RTP, mas, mesmo assim, mostraram as respectivas carteiras profissionais e invocaram os direitos que advêm do exercício da profissão.

O fiscal informou, então, que actuava ao abrigo de «um regulamento que existe na Câmara desde 1991», ao abrigo do qual quem for apanhado sem licença de ocupação da via pública paga uma coima entre um e 4,5 salários mínimos. (...)


Jasus!!!... Tenham Cuidado! Muito Cuidado! Leiam a noticia completa para saber do caso de um que já foi apanhado... e tenham cuidado!!!

(é ridiculo, não é?)

2008-02-13

World Press Photo 2008



Já é quase notícia do "passado", mas os resultados do concurso World Press Photo já são conhecidos, e a imagem em cima, do fotografo Tim Hetherington foi a vencedora. É, sem dúvida, uma foto com uma força tremenda.

Fiquei um pouco desencantado com a série de retrato. A imagem vencedora parece-me quase uma imitação de Martin Schoeller. Não é que seja mau (e eu adoro os close-ups do Martin), mas dá-me a sensação que alguém ficou defraudado no meio daquilo, ou então eu não percebi o contexto.

World Press Photo
Tim Hetherington
Slideshow do Publico

2008-02-12

O fim anunciado da Polaroid

O NY times anuncia-o; o Boston.com também. A Polaroid vai fechar as suas fabricas de produção de películas instantâneas, produzindo película para ter stock disponível até 2009. Este ano fecham as fabricas.

Oxalá que alguma empresa obtenha o licenciamento de algumas películas, como o 600, o SX e o Type 55. Seria uma pena perde-las para sempre!

2008-02-10

A Par d'Ilhós - Ensemble Ao Vivo



Já se encontra disponível o mais recente trabalho do grupo de musica tradicional "A Par d'Ilhós". É intitulado "Ensemble ao Vivo" e apresenta a gravação de um concerto do grupo, gravado em Aveiro. Naturalmente já tinha escrito algo sobre o trabalho, que pode ser lido neste post.

Para já, fica o vídeo que o Miguel Santos produziu. Logo que tenha mais informação sobre como obter o disco, colocarei aqui no blog, naturalmente.

2008-02-02

Revistas e textos em PDF - PDF-Mags

Adoro revistas online, especialmente de fotografia. Cá no blog, já apresentei algumas, como a Bastard e a CRU-A.

Felizmente alguém decidiu criar uma directoria para estas revistas em PDF! PDF-mags.com apresenta dezenas de revistas on-line no formato PDF para descarregar e ligações para revistas em flash, como o Encore. A não perder!

Obrigado Luís pelo link!

2008-01-30

Governo Sombra & Sam the Kid @ Ovar

E a não esquecer, no seguimento do post anterior, dia 2 de Fevereiro (sábado) é noite de Governo Sombra e Sam the Kid. O concerto vai ser no espaço Tenda do Carnaval de Ovar, deve começar por volta das 23H. A entrada é apenas 5€.

Eu vou andar por lá a ajudar na iluminação do show de Governo Sombra. Vai haver musicas novas e tudo, para arrebentar! :D

Aos interessados em "street photography"...

...deixo 7 palavras: "Praça das Galinhas", "Carnaval de Ovar", "noite".

Para a próxima semana podem-me agradecer, ou ver, se ainda restam duvidas, vê a galeria multimédia do ano passado (penúltima-série).

2008-01-29

You Sucjk at Photoshop



É possível que um tutorial em vídeo corra mal? Como será um podcast com o speaker a desabafar, ou a insultar? Os vídeos de "You Sucjk at Photoshop", criados por Donnie Hoyle respondem a estas e outras questões!

Mais vídeos no DRAWN!.

2008-01-22

Diversionist



Defenitivamente uma das imagens mais fixes que tenho visto nos últimos tempos! Diversionist, incluído no livro da 3030Press "
3030: New Photography in China" e destacado no Flack Photo

Adobe Lightroom Wiki

A Adobe tem um wiki comunitário dedicado ao Lightroom, e é uma óptima fonte de informação para utilizadores desta aplicação.

a ver em http://learn.adobe.com/wiki/display/LR/Home

2008-01-18

Sempre ID

Há um "novo" serviço de impressão digital activo na cidade do Porto. Digo "novo" simplesmente porque não conhecia. Trata-se do "Sempre Impressão Digtal" ou simplesmente Sempre-ID.

A loja permite a impressão digital em máquinas Fuji Frontier, até 30x45. Nem sabia que ia até este tamanho - geralmente os lojistas nunca tem mais que o 25x38.. quando o têm! Também fornecem impressões Durts Lambda e Epson 9800 para grandes formatos a preços óptimos.

Tudo isto com serviço de upload de imagens para o envio da imagens a imprimir.


www.sempre-id.com

2008-01-14

A Par d'Ilhós

Cais-Chegado-w-guitarr-_-crop

Finalizei hoje um trabalho gráfico, o que referi num posts recente. Tratou-se da composição gráfica do mais recente trabalho do grupo de musica tradicional portuguesa os "A Par d'ilhós". O grupo celebra este ano o seu 25º aniversário, e inicia o com este trabalho intitulado "ensemble ao vivo".

Parta quem não conhece, A Par d'Ilhós é um grupo local (tem membros de Murtosa, Estarreja, Pardilhó, Avanca...) que recupera e divulga temas da cultura e musica popular portuguesa. Além de funcionar em coro, com instrumentos típicos, no seu formato ensemble o grupo efectua a fusão da musica popular com o som dos instrumentos clássicos (piano, violino e violoncelo). É, efectivamente, uma combinação muito interessante e agradável e os concertos são sempre muito animados.

O projecto segue agora para duplicação e deverá estar disponível proximamente. (eu aviso, certamente).

Acredito que a composição gráfica esteja muito interessante. Diria até que é dos melhores trabalhos gráficos e fotográficos que consegui fazer até hoje. Já mostrei a alguns amigos que concordam. A fotografia assenta em duas pequenos conjuntos de imagens, uma inspirada pela série "french people" de Yann Arthus-Bertrand e um segundo conjunto inspirado pela série "solidão" de Paulo Carrasco.

A imagem que acompanha o post é uma das imagens criadas para o CD, mas que não foi utilizado. As restantes terão de esperar para ver. Espero brevemente ter o vídeo do "making of" da sessão de estúdio, já que o Miguel Santos estava presente. Além de querer agradecer à ajuda dele e do Paulo Santos, ainda relembro que o novo vídeoclip de Terrakota, para a qual contribuiu para a pós produção, já está disponível, em exclusivo, no site da MTV. Vão lá ver!

2008-01-10

Holger Pooten



Ao ver as imagens de Holger Pooten, n fica a sensação de o tempo parar.. ou passar muito lentamente?? Referido no Behance.com

http://holgerpooten.com/

2008-01-08

Cloning, patching e healing

Algumas das ferramentas mais importantes que o photoshop disponibiliza são as que permitem retocar eficazmente fotografias. São o clone stamp, o healing brush e o patch tool e estão disponíveis através do menu de ferramentas ou da tecla S para o Clone Stamp e o J para os restantes (o menu ainda disponibiliza a ferramenta de remoção de olhos vermelhos.

Estas ferramentas são importantíssimas no retoque de imagens durante a pós-produção. Basicamente, permitem copiar umas zonas da imagem para outras. A diferença entre elas reside na forma como é efectuado a copia. Isso naturalmente influência o resultado final. É, no entanto, importante reconhecer qual o efeito de cada um para escolher eficazmente qual a usar. Por exemplo, hoje estive a reeditar uma imagem porque na primeira volta escolhi a ferramenta desadequada à tarefa. Escolhi o Clone Stamp quando na realidade o Patch fazia o que realmente queria.

Clone Stamp Tool

O clone stamp tool é provavelmente o mais comum e popular dos 3 que mencionei. O clone stamp tool efectua uma copia exacta do que está noutro ponto da imagem (ou em outra imagem!). Quando se utiliza, o primeiro passo é escolher a zona de onde se pretende copiar (utilizando a combinação alt+click) e depois pintar a zona copiada onde pretendemos. O processo de pintura utiliza brushes (pinceis) com todas as opções que estas nos oferecem, desde dimensões, dureza, opacidade e forma.

O único defeito que esta ferramenta tem é a criação da copia fiel do ponto escolhido, e é apenas defeito quando estamos a tentar clonar uma área que sofre variações de cor e iluminação. Porque a cópia é fiel ao ponto que escolhemos, as diferenças de cor e iluminação entre a zona escolhida e a zona pintada serão notórias. Daí ser muito comum usar a ferramenta para copias completas de objectos e não tanto para retoque de pontos. Também nestes casos, será usado com a opacidade a 100% e um pincel duro. Noutras situações é possível efectuar retoque eficazmente reduzindo a opacidade a um mínimo, tipo 8 ou 9% e usando um pincel mais suave. Se estiver demasiado carregado, corre-se o risco de perder textura na zona a pintar, e mesmo ser notório o trabalho de clonagem.

E este foi o problema q tive. Se bem que a primeira tentativa de edição foi apenas um tratamento rápido, a quantidade de manchas visíveis e as variações de iluminação e a perda da textura, essencial da superfície retratada, exigiu seguir outro caminho e refazer o trabalho.

Para findar a info desta ferramenta, vale a pena mencionar um detalhe. Nas opções da ferramenta há uma opção que e´"Use All Layers". Usar esta opção permite clonar áreas como se a imagem estivesse toda numa só layer (se tiver mais que um layer, evidentemente). Sem esta opção, era necessário seleccionar a layer de onde queiramos copiar informação, clickar com o ALt a zona de referência, voltar a layer em q estamos a trabalhar e pintar. Com o "use all layers", é copiado a informação
"à vista" das várias layers. Naturalmente, isto permite q a edição ou a adição da clonagem seja feita numa layer nova, se desejarmos.

Healing Brush

Por vezes, mais eficaz que o clone stamp, é o healing brush, especialmente se quisermos remover coisas pontuais , no meio de áreas mais ou menos uniformes, como uma burbulha numa face. O healing brush funciona da mesma forma que o clone stamp, essencialmente, mas é mais "mágico". O healing brush efectua a copia da textura da zona escolhida para a zona que nos pintamos. de seguida, ele analisa a zona pintada e o exterior a essa zona e calcula os valores de iluminação e cor para produzir uma transição suave. No caso de uma face, vamos buscar textura de pele limpa, mas sem alterar as transições de iluminação associadas à zona da face onde pintamos.

A ferramenta é excelente para corrigir borbulhas e sinais, limpar pontos de ruído do sensor, etc. Más porque verifica a zona exterior ao do pincel, surge um problema - se estivermos demasiado próximos de uma transição abrupta, o cálculo de luz e cor pode falhar. Para evitar este problema, deve-se criar uma selecção sobre a zona a editar, excluído a transição.

Spot Healing Tool

O spot healing é idêntico ao healing brush, exceptuando o facto de que não é necessário escolher um ponto para amostragem. É usado, de forma automática, a informação em torno do ponto pintado para criar os dados da zona pintada, incluindo iluminação e cor. Mais simples e eficiente para os pontinhos a remover (como o pó das películas digitalizadas).

Patch Tool

O patch tool utiliza o mesmo algoritmo que o Healing Brush, mas em vez de usar um pincel, a ferramenta é baseada numa selecção. Essencialmente, seleccionas de forma mais ou menos rigorosa a zona a corrigir, e arrastas a selecção para outra zona da imagem, com a textura limpa que queres. A ferramenta irá processar a zona seleccionada inicialmente com a textura da zona limpa, e com a iluminação e cor calculada. é óptimo para áreas grandes que requerem substituição completa.

Este foi a ferramenta que usei na edição (mostrarei melhor num próximo post) para corrigir os problemas que o Clone Stamp gerou, naquela situação concreta. permitiu corrigir áreas maiores, mantendo intacto texturas e variações de luz e cor, exactamente aquilo que necessitava.

Se nunca testaste este conjunto de ferramentas, recomendo um teste. São óptimas para o retoque, mesmo que básico, das imagens fotográficas que produzimos. E será certamente um novo ponto a adicionar ao teu workflow.

Se, no entanto, usar estas ferramentas são o teu dia-à-dia, tens alguma técnica porreira que pretendes partilhar? Se sim, deixa um comentário!

2008-01-06

Chris Jordan

O "The Online Photographer" tem um post com o melhor de 2007, na qual elegeu Chris Jordan como o fotografo do ano, pelo trabalho "Running the Numbers". É uma obra fabulosa, e deve ser incrível ver "ao vivo".

A obra é composto por um conjunto de imagens representivas de dados estatísticos relacionados com a vida na América. O incrível é a forma como as imagens são compostas. À distância, observamos uma imagem, simbolo, paisagem.. Mas á medida que se aproxima da imagem, o detalhe sobre saí - a imagem é composta na realidade por um numero concreto de objectos, quantificados consoante o numero do dado estatístico. 125,000 notas de 100 dólares compõe a imagem q apresenta o busto de Benjamin Franklin, e representa o valor que o governo Americano dispende diariamente na guerra do Iraq; 2.3 milhões de uniformes dobrados apresentam uma mancha alaranjada, representando os 2.3 milhões de presos na América no ano de 2005...

A ver no site, e se houver oportunidade, ao vivo!

www.chrisjordan.com

2008-01-04

Fotografando grupos grandes

Nada facil... nada mesmo!

O problema de grupos grande é ... serem grandes! hehe. Mas a sério, conseguir juntar todos os elementos numa só imagem torna-se um grande desafio. Especialmente em termos de largura e especialmente querendo uma imagem quadrada! Ainda estou a preparar a edição das imagens e portanto ainda não tenho um produto final, mas sei que vai dar mais trabalho do que desejaria a conseguir a imagem que quero.

Só para situar, trata-se de parte de uma produção fotográfica para um grupo de musica tradicional local (quando o trabalho estiver finalizado, farei a publicidade). O grupo é bem grande (12 elementos, +/-). Em concerto, costumam estar divididos em dois grupos/filas, a maior atrás para os coro, e uma frontal para instrumentos clássicos. Infelizmente um dos instrumentos não estava presente e portanto o plano frontal ficou menos "denso", e o grupo atrás ficou ainda mais longo.

Eu já contava necessitar de pós produzir a imagem, especialmente na extensão do fundo na vertical, e para obter o efeito monocromático que pretendo. No entanto, ter um grupo tão largo quase que me tramou por não caber dentro da frame da imagem. Foi necessário puxar o grupo até contra o fundo para os manter dentro da área de 7 metros de comprimento que o fundo possuía. O fundo era de serrapilheira com 7m de largura e 3,9 de altura. Na realidade foram 3 tiras costuradas. Ter espaço nos extremos é importante para que a edição seja eficaz.

Nesta situação, também, a contar com a necessidade de extender o fundo, aproveitei para criar algumas imagens de "clean plane", ou seja do plano limpo, sem elementos frente ao fundo. Terei mais opções dessa forma para clonar. Pequeno detalhe, grande diferença em termos de eficiência.

A iluminação foi muito simples, uma luz de fundo/recorte apenas com o reflector metálico, de feixe bem largo, e uma luz a 45º com sombrinha, também alto. Ambas as luzes estavam suficientemente distantes para chegar ao grupo de uma forma mais ou menos uniforme. A diferença entre extremos do grupo foi de um stop, e permitiu uma modulação desejada. Admiti a adição de uma segunda luz, para preenchimento, mas acabei por optar por não usar.

Moral da história - com grupos grandes, a pré-produção é exigente. Procura garantir que os elementos caibam todos confortavelmente na frame, e se possível, procura formas de criar planos. No meu caso se pudesse elevar parte do coro num objecto tipo degrau, teria sido óptimo e a largura diminuiria bastante. Quanto à iluminação, não é necessário grande aparatos (ou nem sempre). Só tens de garantir alguma uniformidade, distanciando a luz (lei do inverso do quadrado da distância...).

2008-01-01

2008...

Antes de mais, felicidades a todos para 2008! Espero que a festa ontem tenha sido grande e boa!

E entrar no ano novo conduz sempre a uma certa retrospectiva do ano anterior, e os desejos para o novo ano. Verdade seja dita, este fim de ano tem sido muito complicado para o meu lado, e isso naturalmente se reflectiu neste blog, que em Novembro e Dezembro tiveram muito poucos posts, muito menos que aquilo que gostaria de ter. Há imensas coisas novas a aparecer constantemente, quer ao nível contabilístico quer ao nível profissional; por vezes cometo erros. Mas passo a passo vou corrigindo e aprendendo algo novo. Espero que este ano seja o ano em que tudo fica em ordem!

A retrospectiva sobre o ano é sempre algo positivo a fazer - é bom vermos as coisas boas que nos aconteceram, e as más também. Ajuda também a clarificar os objectivos para o ano seguinte.

Coisas boas? conheci muitas novas pessoas e iniciei novas colaborações; participei nalguns projectos de vídeo novos e interessantes que é uma área em que estou menos à vontade; aprendi muita coisa nova de programação; aprendi uma série de coisas novas de fotografia; fui a Cabo Verde (e infelizmente ainda não voltei lá); construi uma câmera fotográfica;

Infelizmente nem todos os projectos pretendidos concretizaram-se: tinha no inicio do ano um projecto fotográfico que considerava muito interessante, e nem sequer arrancou; construi uma câmera 4x5" que mal tive oportunidade para utilizar como desejaria; tenho projectos que não tem corrido tão bem como desejava, apesar do esforço empregue; fiz muito pouca fotografia, muito menos que o que desejava; tive e tenho ainda imensos problemas relacionados com trabalhos e de "cashflow" a resolver - e portanto muito que aprender sobre "freelancing"...

Mas creio que tudo de mal que possa acontecer no percurso serve acima de tudo para provocar uma mudança. E nos últimos tempos é o que tenho acontecido. A insatisfação com os erros e os "não concretizados" serve de motivação. Com isso vi-me obrigado (e ainda bem) a organizar melhor o dia a dia, a agenda, e o workflow. O problema da gestão financeira e do trabalho serviu para planear um novo projecto do qual sinto-me bastante motivado a realizar agora em 2008 (e espero conseguir);... digamos que há muitas vontades - resta passar À acção, e quero que 2008 seja um ano em que passar à acção é "norma".

Pelo menos acabei o ano com um trabalho fotográfico, que aproveitarei para mencionar nos próximos posts, e o que aprendi no decorrer. Digamos que haverá matéria para mais posts!

Um bom ano novo!