2006-09-14

Super Foto Prática

sfp
Hoje tive a oportunidade de ver a versão paginada do artigo que desenvovli para a revista Super Foto Prática, sobre a fotografia de skate. É um artigo sobre o tema em termos de pratica. Falo da escolha do equipamnto, da luz, e como encarar a foto de skate. Para os interessados no tema, o artigo sai na próxima edição da revista (Outubro). Não percam!

7 comments:

RuiCorreia said...

parabens...
no que toka a fotografia de sk8 já merecias um artigo deste tipo =)

Anonymous said...

Espero que o artigo tenha um melhor português. Pelo menos, melhor do que neste blog.

Que técnica? É usar profundidade média, fisheye e velocidade alta. Se necessário flash para congelar acção. Muito complicado, sim senhor...

É por essas e por outras que mais vale comprar as revistas americanas, mesmo sendo mais caras.

MytyMyky said...

Quanto ao português, não há muito que eu consiga fazer... não sou escritor, e o ensino base de português que eu tive foi feito no estrangeiro num género de regime "part-time", se assim o podemos classificar.

Quanto á técnica... acredita, NÃO É usar profundidade média (geralmente até é preferivel uma profundidade mais curta para apenas destacar o skater e o obstáculo ao mesmo tempo que cenários confusos tipicos das ruas ficam desfocados, a menos que o cenário peça mais profunidade), NÃO É só fisheye (há fantásticas imagens de skate produzidas com teles curtas ou até teles mais longas; é preciso saber quando usar uma ou outra), e NÃO É só usar velocidade alta (se usares flash, que é geralmente importante, ficas limitado a velocidade de sincronização da máquina, além que de noite ou em interiores como nos campeonatos ou em skateparks indoor, terás de baixar a velocidade para captar alguma luz e cenário ambiente, se desejado).

A técnica de fotografia de skate vai muito para além das três simples escolhas que mencionaste - usar apenas isso é produzir uma imagem mediocre técnicamente. Alem de escolheres velocidade e abertura, e lente a usar, é preciso pensar no enquadramente que fará justiça à manobra e ao esforço do skater (não é com enquadramentos super fechados e super inclinados que se mostra a essência da manobra) , é preciso escolher a iluminação para o enaltecer (chave, preenchimento, recortes, combinação com ambiente, etc), é preciso ter em atenção os pequenos detalhes que descrevem bem aquilo que que está a acontecer - mostrar bem o obstaculo, os pisos do terreno, o timing do disparo (a manobra vê-se geralmente no pico da acção, não quando o skater está prestes a saltar), etc, etc...

Há muito a ter em atenção, ... lê o artigo, pode ser que gostes ou então, faz um que faça mais sentido, ou que esteja mais bem escrito. Podemos todos aprender assim mais alguma coisa. Quando estiver pronto divulgue para possa ler e divulgar também. ;)

Fonsini Martini said...

Ao anonymous do comentário infeliz tenho que lhe dizer que me parece duma falta de coragem não assinar com o seu nome a opinião que partilhou. É muito fácil criticar o excelente trabalho dos outros, escondido atrás dum nome atribuido automaticamente pelo blogger.

Em relação à língua portuguesa... só tenho a dizer que também nasci no estrangeiro e percebo perfeitamente a dificuldade que o Português pode apresentar, no entanto, como seguidor assíduo deste blog, posso afirmar que a escrita tem melhorado bastante!!

Finalmente, e em relação ao trabalho fotográfico que o medroso Anonymous classifica de simples e sem técnica(ou até simplório), só tenho a dizer que o demonstre mostrando a este ignorante,eu, um conjunto de trabalhos realizados por ele para que confirme a estonteante mais valia e conhecimento que tem em fotografia.

Aconselho-te que cresças e mudes de atitude... é de uma infantilidade brutal criticar sem assumir a identidade. "Qual é a tua identidade?" Perdeste-a pela cidade?

Um grande bem haja para o Miguel e continua o bom trabalho.

ren said...

Eu falo por mim, entrei no fascinante mundo da fotografia á pouco tempo, e por me encontrar ligado ao BMX e ao SKATE, tento sempre que posso tirar o máximo de fotos com este tema. Dado a minha inexperiência, recorro apenas ao que me paracia mais óbvio e que para mim parecia fazer mais sentido, "profundidade média, fisheye e velocidade alta" e " flash para congelar acção", mas acabo por tirar fotos que deixam muito a desejar. Ao ver as revistas de SKATE e BMX penso no quanto gostaria de tirar fotos de tamanha qualidade, e pergunto-me o que me faltará para o fazer. O artigo em questão tornou-se extremamente útil para mim , e mostram factores que fazem a diferença entre uma foto mediana e uma foto muito boa que valoriza o skater ou biker.
Acho o artigo bastante interessante e e de extrema utilidade ao pessoal que se interesse por fotografia de SKATE e BMX. Parabéns!

ren said...

Eu falo por mim, entrei no fascinante mundo da fotografia á pouco tempo, e por me encontrar ligado ao BMX e ao SKATE, tento sempre que posso tirar o máximo de fotos com este tema. Dado a minha inexperiência, recorro apenas ao que me paracia mais óbvio e que para mim parecia fazer mais sentido, "profundidade média, fisheye e velocidade alta" e " flash para congelar acção", mas acabo por tirar fotos que deixam muito a desejar. Ao ver as revistas de SKATE e BMX penso no quanto gostaria de tirar fotos de tamanha qualidade, e pergunto-me o que me faltará para o fazer. O artigo em questão tornou-se extremamente útil para mim , e mostram factores que fazem a diferença entre uma foto mediana e uma foto muito boa que valoriza o skater ou biker.
Acho o artigo bastante interessante e e de extrema utilidade ao pessoal que se interesse por fotografia de SKATE e BMX. Parabéns!

MytyMyky said...

Thanks ren. Gostava depois de ver essas fotos. Deixa um link ;)