2006-01-29

Difere #12

difere001
roque_flip_transfer_450
Já está disponivel a 12ª edição da revista Difere q conta com 5 paginas completas com fotos minhas, a ainda 2 na publicidade á loja Koala, e uma trabalhada pelo designer como ilustração. Infelizmente a tipografia estoirou a impressão.. mas prontos.. pelos vistos ali ja n será impresso mais nada...

9 comments:

boredomsketch said...

promete! já tá à venda? :)

MytyMyky said...

yeap

João Silva said...

Já vi e já deitei fora, é uma pena que as tuas fotos estejam nesta revista.
A Difere não tem feito nada pelo skate, quer dizer até deve ter feito umas coroas, mas isso não tem nada a ver conosco.
Ainda por cima tão sempre a mandar mails a prometer cenas e nunca cumprem, a Difere já morreu há muito tempo para os skaters portugueses.
Baza desse zine, e continua a tirar fotos assim.

MytyMyky said...

João. Deixe-me discordar da tua opinião. Ha que ter em conta alguns pontos que passo a enumerar.

- A Difere TEM feito algo pelo skate. Primeiramnete é a única publicação (imprensa escrita) actualmente no mercado a apresentar o skate nacional, e a chegar á maioria do pessoal pelo país e fora deste. Não estou a discartar de forma alguma as zines Movimento ou CanelasDuras. Simplesmente não tem nem a tiragem, nem a impressão, nem o alcance de distribuição que a Difere tem.

- A Difere é uma revista de cultura urbana. Não é uma skate magazine, no sentido tradicional e que todos desejamos. Apresenta skate. Não apresenta APENAS skate, mas tem skate. E tem mais que isso, que infelizmente é necessário para sobreviver.

- Um bom exemplo do que ela tem feito pelo skate é sem dúvida este ultimo artigo sobre skateparques. Parece-te pouco? Entrega-o a um autarca que entenda zero sobre o assunto, e ele fica logo com info suficiente para iniciar o processo - nem q seja contactar a RSC, ou a Difere a pedir contactos de quem os pode ajudar no processo. Ou pode simplesmnete motivar quem tem o problema de pretender um skateparque a mexer-se. As eleições são daqui a 4 anos - AGORA é a altura de começar a mexer para te-los daqui a 3/4 anos! Isso é apenas um exemplo.

Eu não posso dizer que estou plenamente satisfeito com a revista em si. Não é o estilo de revista que eu prefiro - preferia só skate - mas é uma revista que cumpre o seu objectivo: "Cultura urbana". Tem a arte, a musica, o skate e o estilo de vida implicito. Ele não é lido apenas por skaters...

Eu decidi colaborar com o intuito de procurar ajudar a melhorar a revista, especialmente no skate. Se consegui ou não, já é outra história. Como fotografo, é um optimo espaço para apresentar o meu trabalho, e acredito que seja uma boa ajuda para construir o meu portfolio, visto que pretendo trabalhar futuramente e profissionalmente na área. É bom poder colaborar numa revista que ja ganhou premios de design, é uma importante experiência para perceber como funciona o meio, e é um prazer poder colaborar com quem está envolvido no projecto.

Espero que possas ver a iniciativa de outra forma, e quiça, colaborar para que qualquer iniciativa possa crescer e fazer o skate nacional evoluir. Parte de cada um de nós...

vultto said...

that's my boy...
continua o bom trabalho.
akele abraço

João Silva said...

Espero que não tenhas levado a mal o meu comentário, na verdade gosto muito do teu trabalho.
Em relação á Difere, primeiro que tudo lá por ser a única publicação de skate não quer dizer que faça muito bem a este meio. Até acho que o facto de serem os únicos foi bastante negativo para a evolução da revista.
Não sei se te lembras mas a Difere começou como uma revista de skate e lucrou bastante com o skate, por isso acho que deve ter mais respeito por este meio.
Se formos ver bem a nível de informação de Skate, a Difere é muito fraca e este último número mostra bem a falta de conteúdo e de novas ideias, algo que vem a acontecer já há alguns anos.
Acredita também que a Difere não tem credibilidade neste meio e que isso deve fazer as pessoas apoiarem realmente quem faz algo pelo skate mas apenas pelo desporto e não pelo dinheiro.
O skate não está assim tão evoluido em Portugal, e se continuarem a chular o skate ao máximo sem dar algo significativo de volta, mais vale pararem com esta falta de respeito.
Como revista até pode ser um bom sítio para promoveres o teu trabalho, mas se tiveres consciência do que se passa, achas que vale a pena?

MytyMyky said...

João. Não, não levei a mal o teu comment. De modo algum. Eu compreendo perfeitamente aquilo que sentes e a tua opinião.

No entanto, contínuo a discordar. Eu contínuo a achar a Difere como um meio importantissimo para a divulgação do skate. Infelizmente é a unica, para ja (exceptuando as zines, claro). Supostamente esta para surgir uma nova revista, da qual tenho muito pouca ou nenhuma info. Sei que está ligado ao pessoal do surf...

Anyway, ha algo q tenho aprendido nos ultimos tempos. É real e quase impossivel contorna-lo: se queres fazer algo porreiro, tens q arranjar maneira de ganhar dinheiro a fazê-lo. É estupido, né? AMs infelizmente é verdade. E a razão é simples. Se queres fazer algo muito fixe, precisas de tempo - tempo par ate dedicares relamente a esse projecto. Sem dedicação, nada feito, e sem tempo, é dificil se dedicar. E porque dinheiro não aparece do nada (infelizmente), e porque é necessário sobreviver e pagar impostos (quase metade do que um gajo ganha vai direito ao estado), ou se ganha guito no processo, ou então tás muito muito lixado. Eu sei bem disto que ha muito que andava a preparar N projectos (zines, site, cenas ligadas á fotografia, etc.) mas que simplesmente n posso me dedicar seriamente a eles porque n tenho dinheiro para os fazer. Se quem tá a frente do projecto teve a ideia, teve a iniciativa de o pôr em practica e a capacidade de liderar um grupo de pessoas e motiva-los a realizar um trabalho, então essa pessoa deve ser compensada justamente. Independentemente de nós, como leitores gostarmos da revista ou não, pelo menso alguem teve a iniciativa de pegar no seu tempo e fazê-la (tempo que bem podia ser usado para outras cenas como skatar, engatar gajas, viajar, etc...). Lembra-te de que a "glória" não põe comida no prato...

Mas ja que mencionaste a questão da "chulice", ja paraste para ver o panorama nacional? Afinal quem est aa chular quem? E quem está a apoiar quem? Quantos skateres conheces que são relamente apoiados? Ou melhor, "patrocinados"? Quantos deles podem sobreviver skatando e apenas skatando, e quantos tem q fazer o esforço de ganhar a vida por outros meios para sobreviver e skatar? Quantos deles tem a hipotese de seguir pa todo o lado com a ajuda das marcas que ganham dinheiro com a exposição dos skaters, e quantos tem q desembolsar dos bolsos o dinheiro das gasolinas e estadias e até das inscrições em eventos? Afinal quem ta a gnahar dinheiro e á pala de quem???

Camões said...

Grande Mike!
Eu tb sou mais ou menos da opinião do João Silva.
A Difere já foi uma revista de skate. Agora é uma revista como tu dizes urbana mas que se serve do skate para vender. Os conteúdos são muito poucos e muito atrasados. Também acho que o tamanho da revista é ridículo. Se só com sk8 há conteúdos para fazer uma publicação maior, tendo o caracter urbano que pretendem não há desculpa.
Eu ainda não li a minha mas vou aproveitar agora que vou gagar...
É a verdadeira revista de casa de banho. É minúscula. Lê-se no tempo de uma visita ao WC.
Aquele abraço e parabéns pelas fotos.

Anonymous said...

A parte mais engracada e a DIFERE existir pelo dinheiro. Nao foi sequer criada por isso e nunca deu dinheiro. Depois, eu cheguei-me a oferecer para colaborar noutras publicacoes e criei porque ninguem quis dar esse passo. O que muitos ainda nao alcancaram e que ha algo denominado cultura urbana e que envolve skate, moda, musica e arte. Se a DIFERE esta atrasada, nao me parece e o tempo o dira pela evolucao que a cultura urbana tera. ArturCasaca@difere.com