2005-07-12

O "caso" Michael Bry

Hoje fiquei supreendido ao ver o post no Vox Populi e consequentemente no Divas e Contarbaixos á cerca da controvérsia Michael Bry/CMM. Infelizmente não conheço os detalhes do "caso", mas pelo que se lê...

Creio que a CâmaraMunicipal, apesar de não ter OBRIGAÇÃO de fazer o que quer que seja, não deixa de ter o DEVER de divulgar a protoger a documentação histórica relacionada com o concelho e as suas actividades. Alías, é uma óptima forma de divulgar a própria terra e os seus costumes.

Não conheço o trabalho "completo"de Bry, nem o conheço pessoalmente. Apenas vi o que ele tem no site. E gostei muito do que vi. Denota-se grande qualidade de técnica e de estética. Alguem que sabe o que faz. E acredito que para além daquilo que ele tem no site, deverá ter muito mais de grande qualidade na sua posse. É de desperdiçar? É claro que não. Seria muito errado o fazer.

Daí que o DEVER da CMM torna-se maior. É que n se trata apenas de um trabalho documental efectuado, mas sim um trabalho de grande qualidade. Uma mais valia em termos históricos para o concelho, e uma referência para o seu povo ou para quem visita a terra.

O que não acho correcto, no entanto, neste caso é o "culpabilizar" a câmara. Acredito que ela tem o DEVER de contribuir, mas não necessáriamente a OBRIGAÇÃO. E é aqui que mais detalhes seriam interessantes de conhecer - foram contactadas editoras para uma publicação independente? foram planeadas exposições? não haveria revistas nacionais (e não só) interessados em publicar tal trabalho? etc.. a divulgação do trabalhos não tem que passar necessáriamente pela câmara apesar desta ter o DEVER de participar...

1 comment:

QR said...

realmente é pena que a CMM desaproveite coisas (e pessoas) desta maneira..... isto deixou-me com vontade de fazer uma pequena referência a uma situação de que tive conhecimento directo, mas vou guardar o relato para o meu blog (tenho d começar a preênche-lo hehe ;) updates tonight